Rio Brilhante vai seguir decreto de MS, mas prefeito diz que Prosseguir deveria ter começado antes

Rio Brilhante vai seguir decreto de MS, mas prefeito diz que Prosseguir deveria ter começado antes

O prefeito de Rio Brilhante, Lucas Foroni (MDB), anunciou nesta quinta-feira (25) que o município do sul de Mato Grosso do Sul, vai seguir o novo decreto do Governo do Estado ampliando as restrições para minimizar o avanço da pandemia de Covid-19, mas não vai adotar medidas extras. Durante transmissão ao vivo na rede social Facebook, o emedebista frisou que está impedido de relaxar as restrições localmente.

Na quarta-feira (24), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou decreto limitando a prestação de serviços a partir de sexta-feira (26) durante dez dias. A lista de serviços essenciais do Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) foi reduzida de 63 para 45 atividades.

Foroni criticou a adoção de restrições rígidas tardiamente. “O Prosseguir devia ter começado três ou quatro meses antes. Faltou pulso firme antes. Hoje, Rio Brilhante está com bandeira amarela, uma das três únicas nessa situação. Cidades estão pagando pela irresponsabilidade de outras gestões e das pessoas que se aglomeram”, afirmou.